Adubação Orquídea

ADUBOS – FREQUÊNCIA DE ADUBAÇÃO

Os adubos conhecidos como foliares (químicos ou hidrossolúveis) são aqueles para serem dissolvidos em água. Geralmente são vendidos em grãozinhos parecidos com sais de banho.

biofert orquideasadubos

Devem ser aplicados em intervalos de 15 dias, ou no máximo uma vez ao mês. Se você tem a possibilidade de adubar de 15 em 15 dias, faça isso, sua planta ficará mais saudável. Aplicar uma vez no mês é melhor do que não aplicar adubo! Intervalos superiores, não são indicados, pois haverá deficiência de nutrientes.

Use este tipo de adubo sempre diluído em água, conforme a orientação do fabricante, pois é bastante concentrado e se usado direto, sem diluição, pode queimar a orquídea e até levá-la à morte.

Atenção!
Para adubação de 15 em 15 dias é importante seguir esta recomendação.
A rega seguinte a adubação deverá ser bem abundante. Ou seja, quando você adubar, anote para que na rega seguinte, que pode variar o intervalo conforme o susbtrato, você deverá regar de forma abundante a planta para retirar os vestígios da adubação. Deixe a água escorrer bem para lavar todo o substrato.

Depois desta rega abundante, as demais, deverão ser normais, até que o intervalo de 15 dias acabe e você volte a adubá-la.

A adubação em todas as regas, ou seja, adubar sempre que regar a planta, também é uma opção!
Use adubos foliares, mas nesse caso, para não intoxicar a planta, aconselha-se diluir em uma quantidade 7 vezes maior de água. Ou seja, se o rótulo do adubo indica uma colher de café para 1 litro de água, para adubação em todas as regas, você deverá diluir a mesma quantidade em 7 litros de água. Desta forma você poderá adubar sempre que molhar a planta. Optando por isso, dispense a água e use somente a mistura da água com adubo bem diluído(proporção 1 x 7).
Neste caso, não é necessário regar abundantemente, como no caso da adubação quinzenal.

Esse tipo de adubo também é vendido pronto para uso. São vidros que já contém o adubo diluído, mas tanto este quanto o granulado tem a mesma eficácia. A única diferença é o preço, pois os granulados, possuem um valor menor, já que são vendidos por quilo.

ADUBO ORGÂNICO

adubos

O adubo orgânico é aquele cujo rótulo descreve que você deverá colocar uma colher diretamente no substrato. Sua aparência é similar a um farelo.

O intervalo da adubação orgânica é maior do que dos químicos, pois o adubo entra em contato com a água da rega e vai se decompondo gradativamente e liberando os nutrientes.
Em geral, são recomentados intervalos de 4 meses entre uma adubação e outra.

Este deve ser manuseado com mais cuidado, pois podem queimar as raízes da orquídea.
O ideal é colocar na borda do vaso oposta a sua planta. Se você posicionar o adubo próximo a orquídea, provavelmente irá prejudicá-la.
Observe sempre o rótulo do adubo antes de aplicá-lo, existe variação entre fabricantes.

SABENDO MAIS

Os adubos possuem vários nutrientes. Eles são conhecidos como macronutrientes e micronutrientes.
Os macronutrientes são NPK: Nitrogênio(N), Fósforo(P) e Potássio(K). Esses são os nutrientes que as orquídeas necessitam em maior quantidade.
Curiosidade: No rótulo do adubo aparecem 3 números, por exemplo, 30-10-10, isso significa que o adubo contém 30 de Nitrogênio, 10 de Fósforo e 10 de Potássio.
Os micronutrientes são zinco, cobre, colbalto, magnésio e outros. Eles são aproveitados em menor proporção pela planta, apesar disso, são indispensáveis.

ADUBO 10-10-10 OU 20-20-20
É usado para manutenção.

ADUBO 30-10-10
É usado para crescimento

ADUBO 10-30-20
É usado para a floração

ADUBO 08-45-14
É usado para floração e enraizamento

Na dúvida de qual usar, você pode escolher pelos de formulação igual, como o 10-10-10 ou o 20-20-20, eles são para a manutenção, então ajudam na floração e no crescimento.
Os adubos orgânicos são obtidos a partir de resíduos vegetais ou animais, mas as plantas não conseguem absorvê-los imediatamente. Ele precisa se decompor para liberar os nutrientes e fazer efeito. Isso pode demorar dias ou até meses, dependendo do adubo.
Diferente dos químicos hidrossolúveis, que a absorção é imediata.

COMBINANDO ADUBOS QUÍMICOS E ORGÂNICOS

Você pode combinar os dois adubos, mas para isso, o intervalo do adubo orgânico deve passar para 6 meses, ao invés de 4 meses. O químico pode continuar sendo aplicado de 15 em 15 dias ou a cada rega (em proporção 1 x 7 – veja acima).
Conheço vários orquidófilos que fazem esta combinação e conseguem bons resultados.
MINHA OPINIÃO
Eu prefiro os adubos químicos, acho mais fácil, e não me sinto segura com os orgânicos, sempre acho que posso errar a dose.

Já que os químicos são suficientes, ou seja, tem a quantidade e os nutrientes necessários, acabo sempre fazendo essa opção.

Em geral eu costumo usar na diluição maior e aplicar em todas as regas, mas às vezes, por motivo de viagem ou até mesmo por comodismo, faço adubação quinzenal.

Já usei adubos orgânicos, mas não mantive o uso. Não tive prejuízos com as plantas, mas ficava sempre preocupada se a quantidade estava boa e se a rega não estava retirando demais o adubo do vaso.

O medo de errar na dosagem, fez com que eu trocasse o adubo orgânico pelo foliar(químico).

Até porque existem cuidados a tomar, por exemplo, o tamanho do vaso e a idade das plantas.

O que aprendi nesse tempo de estudo e nos cursos que fiz, é que não se deve usar adubo orgânico em vasos com 7cm de diametro ou menos, e que plantas jovens podem ter prejuízos com esse adubo, pois são muito fortes.

Já o adubo químico, não tem contra-indicação de tamanho de vaso, idade da planta, quantidade aplicada…

O adubo é absorvido pela planta imediatamente e o restante sai pelo vaso ou escorre pelas raízes. Assim, você não tem risco de superdosagem.

 

Deixe o seu comentário