Orquídea

Classificação de acordo com o ambiente em que as orquídeas vivem.

São milhares de espécies de orquídeas, distribuídas em mais de 500 gêneros.
As orquídeas são divididas em quatro grupos, quando falamos de hábitos vegetativos, ou seja, o ambiente natural de seu crescimento.
orquídeas vivem
Arundina – Orquídea terrestre
TERRESTRES:

 

São orquídeas que vivem na terra.
Um exemplo de orquídea terrestre é a Arundina, ou orquídea bambu.
Elas não precisam de substrato especial, são plantadas diretamente no solo.
Estas não podem ser plantadas em árvores e em placas (seja de fibra de coco ou de qualquer outro material).
RUPÍCULAS:
São orquídeas que vivem diretamente sobre as rochas. Um exemplo de orquídea rupícula é aBifrenaria.
SAXÍCOLAS:
Esta orquídeas vivem nas fendas de pedras ou entre duas pedras. Neste local ficam depositados matéria orgânica e material da rocha decomposta.

A orquídea Zygopetalum, é um exemplo de orquídea saxícola.

EPÍFITAS:

orquídeas vivem
Oncidium na árvore
São epífitas aquelas que vivem em árvores.
Mas não se enganem, elas não são parasitas, como algumas pessoas dizem. Elas apenas usam a árvore para sustentação, não sugam a seiva e não se alimentam da planta.
Elas vivem sobre as árvores e, se beneficiam da umidade, dos sais disponíveis sobre a casca das árvores e de materiais em decomposição como folhas secas, que caem próximo as suas raízes.
orquídeas vivem
Phalaenopsis na árvore
 A maioria das orquídeas são epífitas.
Por isso devem ser plantadas em substratos específicos e que proporcionem uma boa aeração.
A terra, ao contrário, pode inclusive matar a planta epífita, pois se compacta e não permite a entrada de luminosidade e de ar.
São orquídeas epífitas: Cattleya, Vanda, Phalaenopsis, Laelia …
É muito importante sempre procurar conhecer o hábito da planta antes de plantá-la ou replantá-la.

2 Comments

Deixe o seu comentário