Orquídea

Como Salvar uma Orquídea Doente? – Dicas e Cuidados

Tratar de orquídeas exige que você compreenda que elas dotadas de um sistema imunológico como os animais e que você pode tira proveito dos mecanismos que as orquídeas usam para combater doenças e pragas. A infecção de uma planta tem um ponto de entrada, que por sua vez podem ser: debilidade nutricional, picadas de insetos, vulnerabilidade a certos patógenos, tratos culturais inadequados e etc. Este fato pode ser tão importante no tratamento de uma orquídea como no seu diagnóstico.

A primeira etapa para se chegar a um diagnóstico, se você conseguir ver onde o problema começou, há uma excelente chance de que a planta possa ser salva. Muitas vezes, a ponta de uma folha ou um novo crescimento fica com a cor preta indicando que a podridão começou. Se houver tecido saudável sobre o rizoma ou na base da folha a orquídea pode se regenerar.

A maioria das doenças de ação rápida é causada pelas bactérias. Se as bactérias têm penetrado na nova área de crescimento da orquídea ou atingir ou atingiu o centro da coroa de uma Phalaenopsis ou Vanda é na maioria dos casos tarde de mais para salvar a planta. Mas pode valer muito apenas salvar aquela orquídea que você tem tanto apreço. Descrevo aqui uma solução que se for aplicada a tempo pode salva sua orquídea.

O peróxido de hidrogênio, mais conhecido como água oxigenada (H2O2), além de ter muitas utilidades como desinfecção de feridas; na industria de bebidas como esterilizante; descolorir cabelos entre outros, é um dos maiores aliados no combate de doenças nas orquídeas principalmente aquelas que levam ao apodrecimento da coroa, folhas e raízes que são causadas por fungos e bactérias que num piscar de olhos pode matar uma orquídea em um dia.

Como preparar a solução para combater fungos e bactérias:
Adicione 100 ml de água para 200 ml de água oxigenada 10 volumes.

Como Salvar uma Orquídea Doente? - Dicas e Cuidados

Como Salvar uma Orquídea Doente? (Foto Divulgação)

Como tratar a orquídea:

Folhas – Muitas vezes aparece como manchas marrons ou pretas que crescem em tamanho à medida que o tempo passa. Precisam ser tratadas imediatamente. Com uma lâmina esterilizada corte a parte afetada deixando apenas tecido saudável. Em seguida borrife a solução sobre as folhas.

Coroa – Borrifar a solução diretamente na coroa da orquídea o que efetivamente matará o fungo causador da doença.

Raízes – Usando uma tesoura de poda esterilizada, cortar qualquer raiz que apresente cor marrom escuro ou que esteja morta. Agora mergulhe as raízes restantes em um recipiente com a solução e deixe por 20 minutos. Logo em seguida retire a planta e deixe secar e reenvase utilizando um novo substrato ou se estiver muito debilitada em um saco plástico com um papel toalha embebido com água e enrolado de forma que a planta não fique com suas raízes sobre o papel toalha. Encha o saco plástico com ar da boca e amarre a boca do saco plástico e coloque em um local com pouca luz durante até seis semanas, depois providencie o reenvase da planta.

16 Comments

Deixe o seu comentário