Orquídea

Grupos de Cultivos da Dendrobiums -Dicas e Cuidados

Levando em conta suas necessidades em termos de rega e temperatura, os Dendrobiums podem ser divididos em seis grupos de cultivo:

Grupo Dendrobiums I:

É o dos Dendrobiums de folhas decíduas, que devem ser mantidos numa temperatura intermediária ou quente na primavera e verão e fria no inverno. Enquanto em crescimento as plantas devem ser regadas e adubadas generosamente e ter bastante luz, enquanto no inverno a rega deve ser totalmente suspensa e a adubação interrompida, mantendo bastante luz. Se não tiverem esse tratamento no inverno, eles não vão florir propriamente e, no lugar de flores, eles produzirão keikis. As principais espécies nesse grupo são: Dendrobium nobile, Den. chrysanthum e Den. wardianum.

Grupo Dendrobiums II:

É o dos Dendrobiums de folhas decíduas e que devem ser mantidos numa temperatura quente o ano todo e mantido seco no período de repouso no inverno, apenas tendo alguma rega leve para os pseudobulbos não murcharem.
Rega e adubação devem ser abundantes no verão e interrompidas no inverno.
Apesar de sua necessidade de luz, esses são os únicos Dendrobiums que tem alguma chance de se adaptar dentro de casa.
As principais espécies desse grupo são: Den. anosmum ou superbum, Den. findlayanum, Den. heterocarpum ou aureum, Den. parishii, Den. pierardi e Den. aggregatum (incluído neste grupo apesar de ter folhas persistentes).

Grupos de Cultivos da Dendrobiums

Grupos de Cultivos da Dendrobiums ( Foto Divulgação)

Grupo Dendrobiums III:

É o dos Dendrobium de folhas persistentes e que devem ser cultivados como os do Grupo I, mantidos na temperatura intermediária ou quente no verão e fria no inverno. Entretanto, devido ao fato de terem folhas persistentes, eles não precisam de um período seco no inverno, somente regas menos freqüentes neste período, por causa da evaporação mínima e da diminuição do metabolismo da planta. Rega e adubação devem ser abundantes no verão.
As principais espécies são: Den. densiflorum, Den. farmeri, Den. fimbriatum, Den. moschatum e Den. thyrsiflorum.

Grupo Dendrobiums IV:

É o dos Dendrobiums de folhas persistentes, mas, na maioria, plantas de altitude alta que devem ser cultivadas o ano todo em temperatura fria, com boa luminosidade. A temperatura noturna não deve cair abaixo de 12 graus centígrados no inverno e 15 graus no verão.
A rega deve ser suspensa por um breve período de cerca de três semanas após a fase de crescimento, isto é, no começo do outono.
Incluídos neste grupo estão os Dendrobiums da seção formosae, que são os que tem pelos negros. São eles: Den. dearei, Den. formosum, Den. lyonii, Den. infundibulum, Den. macrophylum, Den. sanderae e Den. schwetzei e outros da seção Pycnostachya: Den. secundum, Den. pseudoagylome, Den. victoriae-reginae, Den. bracteosum e Den. smillieae.

GrupoDendrobiums V:

É o dos Dendrobiums de folhas persistentes, tendo necessidades semelhantes às do grupo IV, mas são cultivados em temperaturas mais altas, isto é, em temperatura intermediária, nunca abaixo de 15 graus centígrados.
Muito orquidófilos não proporcionam período de repouso a este grupo, mas as opiniões variam e outros dão cerca de três semanas após o período de crescimento, com bons resultados aparentemente.
Este grupo inclui os conhecidos como Dendrobium antílope, em referência às pétalas laterais torcidas. As principais espécies são: Den. taurinum, Den. undulatum, Den. veratrifolium, Den. gouldii e Den. stratiotes.

como-fazer-dondobrium-orquidea-florir

Grupos de Cultivos da Dendrobiums( Foto Divulgação )

Grupo Dendrobiums VI:

É o dos Dendrobiums de folhas persistentes, mas que devem ser mantidos em temperatura quente. A temperatura noturna, nunca abaixo de 15 graus centígrados no inverno e abaixo de 17 no verão. Gostam de luz intensa, mas os híbridos de Dendrobium phalaenopsis crescem em condições de pouca luz.
A redução de regas após o período de crescimento é necessária para a boa formação da inflorescência. A água deve ser abundante quando a floração começa e diminuída outra vez até o aparecimento de novos brotos. É essencial usar a água em spray durante esses períodos de racionamento de água.
Estão incluídos neste grupo: Den. phalaenopsis (também híbridos), Den. bigibbum e Den. superbiens (híbrido natural entre Den. bigibbum e Den. discolor).

Pestes e Doenças de Dendrobiums

Dendrobiums sofrem com as mesmas pestes que as outras orquídeas criadas num orquidário: ácaros, pulgões e cochonilas são as piores. Caramujos e lesmas atacam os brotos e botões das flores e devem ser catados à noite.
Também várias bactérias e fungos atacam os Dendrobiums.
Vírus não é um grande problema com os Dendrobiums, a não ser que sejam contaminados por plantas infectadas na coleção.

1 Comment

  • Olá estou precisando de ajuda, estou germinando sementes de orquídeas, então as sementes germinam, mas estou perdendo assim que começam a crescerem, ja tentei colocar em vidros mas mesmo assim não está dando muito certo, preciso de ajuda. Agradeço muitíssimo.

Deixe o seu comentário